fbpx

Segurança do condomínio: como os moradores podem ajudar?

Todos desejam viver em um local seguro e, por isso, a segurança do condomínio acaba se tornando um dos principais atrativos desse tipo de moradia.

Mas para que essa proteção seja realmente eficaz, os moradores precisam ter consciência  de suas responsabilidades e agir corretamente.

Confira este post e descubra como colaborar para um ambiente mais seguro para todos – inclusive, você e sua família.

 

A importância das normas de segurança

Todo empreendimento possui um seguro obrigatório e normas aprovadas em Assembleia para determinar a segurança do condomínio. Para que elas funcionem, no entanto, todos os moradores precisam ter conhecimento do manual de segurança que, de modo geral, inclui orientações como:

  • Participar das Assembleias para conhecer as normas e ajudar a aperfeiçoá-las;
  • Respeitar as regras de segurança do condomínio e incentivar toda a família a fazer o mesmo;
  • Nunca contratar funcionários, como diaristas, cuidadores, entre outros, sem referências ou documentação;
  • Ao fazer cópias de chaves, acompanhar o processo pessoalmente;
  • Morando nos primeiros andares, instalar grades na área de acesso;
  • Colocar olho mágico, trincos e prefira fechaduras quádruplas ou digitais;
  • Em caso de viagem prolongada pedir a alguém de confiança para olhar o seu apartamento – e informar à portaria, fornecendo os dados dessa pessoa;
  • Respeitar o limite de velocidade dentro do condomínio e não deixar o carro com vidros abertos ou com objetos chamativos à vista;
  • Receber entregas na portaria, impedindo que estranhos entrem no condomínio;
  • Sempre se identificar na portaria, baixando o vidro ou ligando a luz interna do carro.

 

O respeito aos funcionários é fundamental

Os funcionários – contratados ou terceirizados – são essenciais para a segurança do condomínio e, também por isso, devem ser tratados com respeito e educação.

Reclamar com o porteiro porque ele impediu o entregador de pizza de subir até o seu apartamento ou porque pediu a identificação de um parente é uma atitude equivocada. 

Lembre-se que ele está cumprindo ordens de superiores e, mais importante, está fazendo valer o manual de segurança que protege você, sua família e todos os moradores do local.

Além de entender a postura do profissional, você pode ajudar a tornar o trabalho dele mais eficiente com alguns cuidados simples:

  1. Quando estiver aguardando entregas, informe a portaria com antecedência para que os funcionários saibam que a pessoa é, de fato, um entregador;
  2. Antes de sair ou entrar no condomínio, verifique se há algum movimento estranho no lado externo e certifique-se que o portão foi fechado corretamente;
  3. Comunique problemas com iluminação e equipamento de segurança do condomínio.

Colaborar com os funcionários do condomínio evitará situações de risco, ajudando a manter a proteção em todo o espaço.

segurança do condomínio

A segurança do condomínio é responsabilidade de todos

A responsabilidade da segurança do condomínio não é somente da portaria e do síndico, mas de todos que vivem no local.

Mais do que cumprir as regras, condição básica para ter um espaço protegido, é preciso colaborar com o aperfeiçoamento das medidas preventivas seja comunicando falhas ou sugerindo o uso de equipamentos de segurança. Cada vez mais sofisticados, eles se tornaram essenciais, permitindo benefícios como:  monitoramento 24X7; controle de acesso rigoroso; comunicação ágil e eficaz entre moradores, funcionários e síndico.

 

A segurança do condomínio está pautada em três pilares: mão de obra capacitada, equipamentos e condôminos. Havendo falha em qualquer um desses pontos, a proteção fica comprometida, por isso, o melhor mesmo é cada um cumprir o seu papel! 

Quer ficar por dentro das novidades que tornam os condomínios mais seguros e confortáveis? Assine nossa Newsletter, clicando no link e preenchendo os dados no final da página!

Assine a nossa Newsletter